16/08/2018

Flamengo derrota o Grêmio no Maracanã e avança na Copa do Brasil


O Flamengo garantiu a classificação para as semifinais da Copa do Brasil ao derrotar o Grêmio por 1 a 0, em partida disputada na noite desta quarta-feira, no Maracanã. Na próxima fase da competição nacional, o Rubro-negro da Gávea vai enfrentar o Corinthians que eliminou a Chapecoense, em Chapecó. O único gol da partida foi marcado por Éverton Ribeiro, aos quatro minutos do primeiro tempo. No jogo de ida, as duas equipes haviam empatado por 1 a 1.

O resultado refletiu o que aconteceu em campo. O time dirigido por Mauricio Barbieri se aproveitou de uma falha da defesa gremista para sair na frente do marcador e depois soube administrar a vantagem. Já o Grêmio se desarvorou ao sofrer um gol logo no início de partida e não conseguiu mais se encontrar em campo, apesar das mudanças feitas na equipe pelo técnico Renato Gaúcho.
O jogo – O Flamengo começou a partida fazendo pressão e não deixando o Grêmio ter liberdade para sair jogando. E a marcação se mostrou eficiente logo aos quatro minutos quando a equipe rubro-negra marcou o primeiro gol. Vitinho cruzou, Cortez tentou afastar, mas errou de forma grotesca e a bola sobrou para Lucas Paquetá que ajeitou para Éverton Ribeiro bater de perna direita e inaugurar o marcador.
Em desvantagem, o Grêmio passou a adiantar seus jogadores para tentar chegar na área rubro-negra com mais facilidade, mas o Flamengo marcava bem e não dava espaço aos gaúchos.
O time rubro-negro seguiu controlando as ações e, aos 13 minutos, Lucas Paquetá tabelou com Diego e caiu na área após trombar com Jailson. Os rubro-negros pediram a marcação de pênalti, mas o árbitro nada viu de irregular na jogada.
Depois de marcar o primeiro gol, o Flamengo passou a atrair o adversário para seu campo na tentativa de sair em velocidade. Já o Grêmio, surpreendido com o gol, tentava pressionar, mas não conseguia se aproximar do gol defendido por Diego Alves em condições de concluir.
Aos 19 minutos, Éverton Ribeiro faz boa jogada individual e lança Henrique Dourado, mas o goleiro Marcelo Grohe chega primeiro e fica com a bola.
Aos 23 minutos, foi a vez de o Grêmio pedir a marcação de pênalti quando Cortez caiu na área após choque com Lucas Paquetá. Com ajuda do árbitro de vídeo, Ricardo Marques Ribeiro decidiu que o lance foi legal para irritação do técnico Renato Gaúcho que já vinha reclamando das marcações do juiz.
A equipe dirigida por Mauricio Barbieri marcava forte no meio campo e não dava espaços ao adversário. O Grêmio só voltou a ameaçar aos 35 minutos quando Ramiro investiu pela direita e cruzou rasteiro, mas ninguém conseguiu chegar na bola para a conclusão. Logo depois, Everton, na pequena área, concluiu por cima um cruzamento de Ramro, mas a arbitragem invalidou o lance, marcando impedimento do atacante tricolor.
Depois desses lances, o Grêmio passou a ser mais agressivo, enquanto o Flamengo se defendia bem e armava jogadas em velocidade para surpreender a defesa gaúcha.
Aos 44 minutos, Vitinho investiu pelo meio, trocou passes com Paquetá e chutou forte, mas a bola foi desviada pelo zagueiro Kannemann. Na jogada seguinte foi a vez de Geromel impedir que a conclusão de Vitinho chegasse ao gol.
Os dois times voltaram sem modificações para o segundo tempo que começou com o Grêmio no ataque. E Ramiro, depois de receber na área, tentou uma bicicleta, mas a bola subiu demais e não levou perigo para Diego Alves.
Aos quatro minutos, novamente Ramiro foi acionado pela direita e cruzou na pequena área, mas os atacantes chegaram atrasados para tentar empurrar a bola para o gol.
O Grêmio ficava mais tempo com a bola, mas o Flamengo se defendia bem e não deixava o goleiro Diego Alves ser ameaçado. Os cruzamentos da equipe gaúcha eram facilmente neutralizados pela defesa rubro-negra. Aos dez minutos, Barbieri trocou Vitinho que já não rendia bem por Marlos Moreno. E Moreno protagonizou a primeira boa jogada de ataque do segundo tempo. Ele investia pelo meio quando foi derrubado por Kannemann na entrada da área. Diego cobrou, mas a bola desviou na barreira e saiu para escanteio. Na cobrança, Diego bateu fechado e o goleiro Marcelo Grohe salvou.
Preocupado com a pouca produtividade do ataque, Renato Gaúcho trocou o apagado André por Jael.
O Flamengo pouco chegava ao ataque. Aos 21 minutos, Cuellar recebeu na intermediária e arriscou, mas a bola passou bem longe da trave gremista. A resposta da equipe sulista veio com Maicon que se livrou da marcação e chutou forte, mas em cima de Diego Alves que fez a defesa sem dificuldades. Aos 24, foi a vez de Jael concluir para boa defesa do goleiro rubro-negro.
Renato trocou o lateral Léo Moura pelo atacante Marinho numa tentativa de aumentar a pressão sobre a defesa carioca. Ramiro passou a atuar pela direita, se revezando com Jailson no lado direito.
Aos 31 minutos, Marlos Moreno recebeu na entrada da área e bateu forte. O goleiro Marcelo Grohe defendeu com a perna e Lucas Paquetá tentou completar, mas Kannemann chegou primeiro e aliviou o perigo.
Nos minutos finais o Flamengo recuou para defender o resultado e Diego chegou a se desentender com Luan que tentava apressar a saída do meia, que pediu substituição, do campo.
Desgastado pela pressão sem resultado, o Grêmio não teve mais forças para tentar mudar o resultado e o Flamengo conseguiu assegurar a importante vitória.
FICHA TÉCNICA
FLAMENGO-RJ 1 X 0 GRÊMIO-RS
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15 de agosto de 2018 (Quarta-feira)
Horário: 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (Fifa-SC) e Danilo Ricardo Simon Manis (Fifa-SP)
Árbitro de Vídeo: Raphael Claus (Fifa-SP)
Cartão Amarelo: Diego Alves, Renê, Diego (Fla); Maicon, Luan, Marinho e Douglas, no banco de reserva(Gre)
Gol:
FLAMENGO: Éverton Ribeiro, aos quatro minutos do primeiro tempo
FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Réver, Léo Duarte e Renê; Cuéllar (Willian Arão), Lucas Paquetá, Diego (Rômulo), Everton Ribeiro e Vitinho (Marlos Moreno); Henrique Dourado
Técnico: Mauricio Barbieri
GRÊMIO: Marcelo Grohe, Léo Moura (Marinho), Geromel, Kannemann e Cortez ; Maicon (Alisson), Jaílson. Ramiro e Luan, Everton e André (Jael)
Técnico: Renato Gaúcho