27/07/2018

Com escalação inusitada, Vitória vence o Sport no Barradão


A derrota no clássico Ba-Vi ficou para trás. Nesta quinta-feira (26), o Vitória recebeu o Sport, no Barradão, e venceu por 1x0. O resultado foi suficiente para deixar a equipe fora da zona de rebaixamento. Com 18 pontos, o Leão é o 13º.

O técnico Vagner Mancini não estava à beira do campo, já que foi expulso  no Ba-Vi da rodada passada, mas surpreendeu ao divulgar a lista dos 11 iniciais. Em relação ao time titular, seis mudanças. O goleiro Elias foi mandado para o banco e Ronaldo entrou, Ramon quebrou um galho de lateral direito, Ruan Renato assumiu a vaga de Kanu e o jovem Mateus Rodrigues, da base, estreou na lateral esquerda. Além deles, Willian Farias voltou como volante e Yago ganhou mais uma oportunidade no meio.
O torcedor não sabia o que deveria esperar da equipe, já que uma escalação muito diferente da habitual estaria em campo. Três zagueiros? Ramon ou Yago na ala direita? Era um “tudo ou nada”. No primeiro tempo de jogo, prevaleceu o nada.
Nos primeiros minutos de jogo, as peças do Leão pareciam tentar entender como iriam se encaixar. O que se viu foi um Vitória pouco entrosado e que basicamente assistia ao Sport jogar.
Há quatro jogos sem vencer, o rubro-negro pernambucano estava com muita vontade de voltar a sentir o gostinho do triunfo. Deu três grandes sustos no Vitória. O primeiro com um chute rasteiro de Gabriel, ex-Bahia. Depois, duas vezes com Michel Bastos: primeiro, ele mandou uma bomba e viu a bola passar ao lado do gol de Ronaldo. Depois, ficou livre na cara do gol e preferiu tentar mandar por cima do arqueiro, sem sucesso. 
Da metade para o fim da primeira etapa, o time foi se encaixando e teve uma boa chance com Luan, que deixou o campo ainda na primeira etapa após se machucar. Neilton também tentou, mas Magrão apareceu bem para garantir um primeiro tempo sem gol.

Acordou!
A história foi diferente no segundo tempo. Se o Sport não teve competência para fazer, o Vitória foi lá e colocou em prática o velho ditado: quem não faz, toma.
É verdade que foi necessário esperar 15 minutos de bola rolando no segundo tempo, mas o grito, enfim, saiu da garganta. O capitão Willian Farias, que completou 100 jogos com a camisa do Vitória, puxou o contra-ataque e rolou para Erick. Pelo canto esquerdo, o garoto conduziu a bola até a entrada da área e mandou uma bomba no cantinho do goleiro de Magrão para fazer o seu primeiro gol com a camisa vermelha e preta: 1x0.
Não foi uma segunda etapa de muitas oportunidades de gol. Mais recuado, o Vitória se fechou para garantir o resultado e conseguiu conter as oportunidades criadas pelo Sport, que teve uma única chance de empatar, mas Ronaldo, de joelho, salvou. O goleiro, inclusive, chegou ao seu terceiro jogo como profissional e segue sem sofrer nenhum gol. 
Pode não ter sido o jogo perfeito tecnicamente falando, mas valeu pelo poder de reação do Leão. 
O Vitória volta a jogar no domingo (29), contra o Atlético Paranaense, em jogo que acontecerá às 16h, na Arena da Baixada, em Curitiba.