27/06/2018

Argentina se salva da eliminação apesar de segundo tempo fraco



A Argentina ficou cara a cara com a eliminação na Copa do Mundo, mas conseguiu se livrar do vexame nos últimos minutos. Na tarde desta terça-feira, a seleção de Lionel Messi venceu a Nigéria por 2 a 1 com gol salvador do zagueiro Rojo aos 41 minutos do segundo tempo. Os números da partida mostram duas etapas distintas, com a Argentina dominando o primeiro tempo e sofrendo pressão no segundo.

O sofrimento argentino poderia ser evitado se os comandados de Jorge Sampaoli aproveitassem o domínio que tiveram primeiro tempo. Os hermanos dominaram a posse de bola (64%) e tiveram melhor aproveitamento nos passes. Messi e companhia acertaram 232 passes (de 284) enquanto os nigerianos completaram apenas 118 passes (de 174).
No ataque, o domínio Argentino também se refletiu em finalizações, mas não em gols. Os argentinos finalizaram três vezes na direção do gol, incluindo uma bola na trave e o gol de Messi, e uma vez para fora, enquanto os nigerianos não finalizaram nenhuma bola em direção ao gol, tendo apenas dois chutes para fora.
Se a Argentina dominou o primeiro tempo, a Nigéria o fez no segundo. Na etapa complementar, a Nigéria teve menos posse de bola, mas pressionou como pôde em busca do gol de empate, que veio logo aos cinco minutos após pênalti cometido por Mascherano. No entanto, apesar da pressão nigeriana mesmo após o gol de empate, a seleção albiceleste conseguiu o gol da vitória aos 41 minutos com Rojo.
O gol de Rojo salvou a Argentina de um vexame que não seria surpresa pelos números da partida. Apesar de a Nigéria ter tido menos posse de bola (34% contra 66% da Argentina), o time de Moses e Obi Mikel pressionou quando teve a redonda nos pés, mas não aproveitou as chances que criou.
Foram seis finalizações da Nigéria ao longo do segundo tempo, sendo três em direção ao gol defendido por Armani e três para fora, mas apenas a cobrança de pênalti de Victor Moses balançou a rede. Por outro lado, a Argentina pouco ameaçou, com dois chutes para fora e apenas uma finalização na direção do gol, justamente o chute de Rojo, que deu a vitória e a vaga nas oitavas de final para a Argentina.
Classificada apesar de ter feito três jogos abaixo do esperado, a Argentina encara a poderosa França na próxima fase da Copa do Mundo. A partida será às 11 horas (de Brasília) do próximo sábado.